Grupo Folclórico e Etnográfico de Almagreira

Informações

AGENDA 2016

Brevemente

HISTÓRIA

O Grupo Folclórico e Etnográfico de Almagreira apresentou-se pela primeira vez em palco a 11 de junho de 1989, para as pessoas das terras de Almagreira. Tornou-se desde então num marco importante da sua história cultural, com o intuito de divulgar e preservar as tradições etno-folclóricas de Almagreira e região de Pombal.

Honrar a tradição para que a história da região não seja esquecida é o primordial objetivo. Para tal, conta única e exclusivamente com o empenho de todos os intervenientes, um grupo que ronda a meia centena.

Como resultado do trabalho que desenvolve desde a sua fundação, o GFEA tem no seu reportório temas que apresenta com regularidade no nosso país, bem como além fronteiras. As danças que apresenta são mexidas e variadas, mostrando por um lado, a alegria das pessoas do século passado e como se divertiam e, por outro lado, a força e energia de quem estava habituado a trabalhar de sol a sol.

Para além de danças de final de trabalhos agrícolas, apresenta também danças de romaria.

Tem ainda recriado algumas atividades que caíram em desuso, como a matança do Poço, a apanha do milho e descamisada, assim como o cantar das almas.

Locais de recolha: junto das pessoas idosas da freguesia

Trajes: noivos, camponeses abastados, domingueiros, romeiros, mulher de ver a Deus, camponeses, traje de ir à feira e tremoceira,

Utensílios: malho, enxada de pontas, serra, ferro para tirar resina, regador, cabaço, braçal, vara, cesto de vindima, cesto do almoço, cântaro.

Tocata: acordeão, concertina, bombo, guitarra, reco-reco, ferrinhos e cavaquinho.

Raider Técnico

CONDIÇÕES GERAIS

DISPONIBILIDADE: Preferencialmente Sábado, Domingo, feriado e véspera de feriado.

PALCO: Medidas mínimas recomendadas: largura (10m.); altura (4m.); profundidade (10m.). O soalho deve ser em madeira ou materiais equivalentes, evitando materiais que possam ferir os pés dos dançarinos.

ILUMINAÇÃO: Quanto ao sistema de iluminação, trabalharemos com as possibilidades existentes, não sendo recomendado luzes psicadélicas, mas iluminação necessária para a visibilidade perfeita do grupo em geral.

SOM: Especificações gerais de som; Som de frente; Som de monição e palco;

O sistema de som deverá ter qualidade profissional e estar adequado ao espaço de espetáculos onde será utilizado. Deve ser estéreo, com capacidade de reproduzir de maneira uniforme e sem distorção. Todo o sistema de som como colunas e equipamentos deverão estar a trabalhar corretamente e na sua máxima capacidade, devendo estar livres de humidades e ruídos exteriores. A empresa de som contratada deverá providenciar um técnico de som de palco. Além da mesa de mistura e outros equipamentos manuseados pela equipa técnica deverão ser disponibilizados, no mínimo, 8 microfones

Localização
MAIS INFORMAÇÕES
Contactar o Grupo Folclórico e Etnográfico de Almagreira

Nome

Email (required)

Assunto

Mensagem

MORADA

Rua D. Inês Sul, nº 25 3105-004 Almagreira

E-MAIL

grupofolclorico.almagreira@sapo

CONTACTOS

Manuel da Silva Santos
   236 219206

Tipo
Ranchos
Tags
Ranchos folclóricos